Valença: Motorista da Prefeitura denuncia descaso de empresa administradora do ferry boat


Eliezer Andrade é motorista da secretaria da Saúde e tem grande respaldo com pacientes que utilizam a rede SUS.

Todos sabem do caos que passageiros e motoristas enfrentam durante o processo de travessia Terminal de Bom Despacho x Salvador, e vice-versa. Na noite desta quinta (16) o motorista Eliezer Andrade, que compõe o quando de funcionários efetivos da prefeitura de Valença denunciou nas redes sociais o tratamento, segundo ele de péssimo nível, realizado com os 15 pacientes que retornavam da capital após exames e procedimentos e que segundo ele estavam de pé desde as primeiras horas da madrugada de hoje.
Confira o desabafo:

“Socorro! !!! Ao longo de muitos anos temos sofrido com algumas normas absurdas da empresa internacional travessia, hoje eu cheguei no guichê às 11hs45min com 15 pessoas no veículo que acordaram antes de 01h da manhã, e só embarquei 14hs, procurei a senhora Zelita para falar sobre a situação, ela me falou que ‘quando cresce o movimento tem que ser assim mesmo’. Quem poderá nos ajudar? Falo em nome das dezenas de pacientes que todos os dias passam por isso.”

Após a postagem diversos colegas de trabalho manifestaram-se em prol do motorista, informando as humilhações vividas.

Desistência do contato
A equipe de Livre desistiu de buscar informações com a empresa, pois desde que recebe denúncias e encaminha ao setor de comunicação da empresa, respostas nunca são ofertadas ou diretores recusam o atendimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *