Tumulto no fim do prazo para cadastramento biométrico do TRE-BA


O recadastramento biométrico nas cidades de Valença e Cairu esta dando o que falar. Com filas gigantes, a população, que deixou para última hora, reclama da quantidade de pessoas a serem atendidas.
“Começamos o recadastramento em junho e a procura foi pouca. As pessoas chegavam e já era atendida imediatamente e não tinha fila. Infelizmente a população deixou para a última hora, então era esperado que geraria esse tumulto”, comentou o presidente do TRE-BA, o desembargador José Edivaldo Rocha Rotondano.
Eleitores de Valença e Cairu que irão fazer o cadastro biométrico devem ficar atentos: a coleta dos dados biométricos somente é realizada na central de atendimento da biometria, localizada no Foru Eleitoral (em Valença) e na Câmara de Vereadores de Cairu.
O eleitor que não comparecer terá seu título cancelado e ficará impedido de tomar posse em concursos públicos, matricular-se em instituições de ensino públicas, e poderá ter o CPF suspenso (e, com isso, suspensa sua participação em programas sociais do governo federal).

                                                   Em Cairu o tumulto foi garantido.

Confira os documentos necessários para fazer o recadastramento biométrico

– Documento oficial de identificação com foto (Ex.: original e cópia de RG, CNH, Carteira Profissional, Passaporte, Carteira de Reservista ou Certificado de Alistamento Militar);

– Comprovante de residência atual original e cópia (emitido há, no máximo, três meses), no nome do eleitor ou de um parente, devendo comprovar o parentesco;

– Documento comprobatório de alterações de dados pessoais, se houver (Ex.: original e cópia da certidão de casamento com homologação de separação, sentença judicial etc.);

– Se for tirar o 1º título eleitoral, necessita-se ainda da original e cópia do comprovante de quitação do serviço militar (para homens com idade entre 18 e 45 anos).

– A CNH (Carteira Nacional de Habilitação) não é válida como documento de identificação para o alistamento eleitoral (1º título de eleitor) por não conter nacionalidade/naturalidade, assim como o Passaporte, por não conter a filiação.

– O eleitor que tiver o título eleitoral anterior deve levá-lo na hora de fazer o recadastramento biométrico. Caso o tenha perdido não é necessário levar boletim de ocorrência.

– Antes de comparecer ao cartório, é necessário ao eleitor consultar a existência de débitos com a Justiça Eleitoral. Para isso, bastará acessar o site (www.tre-ba.jus.br). A pesquisa é feita, por meio do menu principal, seguindo o caminho: Eleitor > Débitos do eleitor. Caso exista débito, a multa deverá ser paga previamente. O comprovante de pagamento deverá ser apresentado no momento do atendimento.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *