Mateus Passos diz que a juventude será salva pelo esporte

Em diálogo com Livre, o vereador Mateus Passos (MDB) demonstrou-se feliz com a vitória dos valencianos Brayan Ribeiro e Bruno Dinossauro no Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu, realizado no final de semana, no município de Feira de Santana. Para Mateus o esporte é a salvação, o caminho de êxito para a juventude que se encontra em … Leia Mais


Valença: “Sigo como líder”, diz o vereador Clóvis Loureiro

O vereador Clóvis Loureiro (PSD), não confirmou a informação divulgada pelo Blog do Pelegrini, de que deixaria a liderança do governo Ricardo Moura (MDB), na Câmara de Vereadores. Durante o programa Ligação Direta, ancorado pelo radialista Marcos Medrado na Rádio Valença FM, o edil informou que segue como líder. “Qualquer decisão que eu venha a … Leia Mais


Valença: Estrada vicinal em má condição coloca alunos em risco; vídeo

A crítica situação das estradas vicinais em razão da aproximação do período de chuvas está causando prejuízos aos alunos do município, exatamente no distrito de Serra Grande, localidade da Capela de Santana, a 60 km da sede. Os estudantes da zona rural, estão correndo risco eminente de segurança, inclusive o de não conseguir chegar a … Leia Mais



Veículo pega fogo na BA-001; vídeo

Um veículo tipo Kombi, com licença de Pirai do Norte, pegou fogo as margens da BA-001, sentido Valença, no início da noite desta sexta (30), nas proximidades de um restaurante. Em um vídeo enviado em grupos de rede social é possível visualizar o automóvel ainda em chamas e supostos passageiros tentando controlar as chamas. Livre … Leia Mais


PM acusado de matar juiz em briga de trânsito em Salvador é absolvido em júri popular


Dos 7 jurados, 4 votaram pelo entendimento de legítima defesa por parte do PM

O policial militar Daniel dos Santos Soares, acusado de matar o juiz Carlos Alessandro Pitágoras Ribeiro, durante uma briga de trânsito, no ano de 2010, em Salvador, foi absolvido durante júri popular, nesta terça-feira (27). A informação foi divulgada pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).
O julgamento foi realizado pelo 2º Juízo da 2ª Vara do Tribunal do Júri. A Juíza Andrea Teixeira Lima Sarmento Netto conduziu o processo, no Salão do Júri, no Fórum Ruy Barbosa. A sessão começou às 10h e foi encerrada às 17h.
Foram ouvidas duas testemunhas de acusação – um policial civil e uma pessoa que presenciou o fato. Logo em seguida, o acusado foi interrogado.

                                           Julgamento ocorreu no Fórum Rui Barbosa.

Houve o debate entre o Ministério Público e os advogados de defesa. A acusação pediu a condenação por homicídio simples e a defesa pediu o reconhecimento da legítima defesa. Depois disso, os jurados absolveram o réu.
O TJ-BA informou que o Ministério Público (MP-BA), que denunciou o PM por homicídio doloso, possui cinco dias para recorrer da decisão. Caso não se utilize desse recurso, o processo é arquivado e considerado transitado em julgado.
O policial responde ao processo na esfera penal em liberdade. Um inquérito policial militar instaurado para apurar o crime, na esfera militar, não vislumbrou a incursão de crime por parte dele.

Caso
O juiz Carlos Alessandro Pitágoras Ribeiro, de 38 anos, substituto da Comarca de Camamu, sul da Bahia, foi morto no dia 10 de julho de 2010, nas proximidades do shopping da Bahia, na capital baiana.
Conforme declarações do próprio policial à época, e confirmado por testemunhas, o PM teve o carro fechado pelo juiz, que já teria descido do veículo com uma pistola 9mm em punho.
O soldado alegou que atirou na clavícula do magistrado na intenção de detê-lo, mas a vítima teria continuado, sendo baleada no abdômen. O PM solicitou socorro, mas quando a ambulância chegou o juiz já estava morto.


Novo apagão afeta o Baixo Sul


Governo afirma que problema foi causado por falha em subestação do Xingu, no Pará. Apagão atingiu 93% dos municípios das regiões Norte e Nordeste

                         A PM no Baixo Sul redobrou a atenção nas vias públicas ao anoitecer.

Os 15 municípios do Baixo Sul compuseram a lista de 2.049 municípios que sofreram com o apagão desta quarta (21), ocorrido por causa de uma falha na subestação de Xingu, no Pará.
Em Valença município polo do território, a rotina comercial foi novamente afetada. O comércio local e instituições de ensino cancelaram suas atividades após 30 minutos do apagão em vigor.

            Por mais de 4 horas o município valenciano esteve em estado de escuridão.

Para Diogo Lima, estudante que mora na zona rural do município e chegou a sede no início da tarde disse que o apagão está movendo negativamente a vida dos baianos. “Acreditamos que se há cada 48 horas tivermos apagões como este, é uma prova de caminho para a falência. Uma vez que a vida de todos nós se submete a estar parada”, desabafou.
A Polícia Militar e a Polícia Civil responsável pela segurança da região baixosulense não apresentaram informações acerca de eventos criminosos na região, porém a segurança foi redobrada em pontos considerados cautelosos.

Os estabelecimentos da cidade de Valença que possuíam gerador mantiveram suas postas abertas.

Causas
“Uma perturbação no SIN causou o desligamento de cerca de 18.000MW, majoritariamente localizados nas regiões Norte e Nordeste, correspondendo a 22,5% da carga total do SIN naquele momento”, informou a ONS.
A Companhia de Eletricidade da Bahia (Coelba) confirmou o apagão e informou que a situação é apurada pela ONS.
Também em nota, a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), que é responsável pela geração de energia no estado, informou que “não identificou nenhum defeito no seu sistema que ocasionasse o desligamento verificado na tarde de hoje” e que apura, junto a ONS, as causas do apagão.
De acordo com o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, o apagão ocorreu após uma falha na usina de Belo Monte, no Pará. “Eu não tenho informação mais precisa, mas foi uma interrupção em uma das linhas de Belo Monte”, disse o ministro.

Na Santa Casa de Misericórdia, em Valença, o gerador acionado garantiu o funcionamento da unidade.

Confira a nota da ONS na íntegra:
“Hoje, 20 de março, às 15h48, uma perturbação no SIN causou o desligamento de cerca de 18.000MW, majoritariamente localizados nas regiões Norte e Nordeste, correspondendo a 22,5% da carga total do SIN naquele momento.
Em consequência da perda de carga, entrou em funcionamento o primeiro estágio do Esquema Regional de Alívio de Carga do Sistema Sul, Sudeste e Centro-Oeste, com corte automático de consumidores, no montante de 4.200MW.
Os sistemas Sul, Sudeste e Centro-Oeste ficaram desconectados do Norte e Nordeste.
Às 16h15 já havia sido realizada a recomposição de praticamente toda a carga no Sul, Sudeste e Centro-Oeste.
As equipes do ONS estão neste momento dedicadas à recomposição dos sistemas Norte e Nordeste, já em curso.
As causas de desligamento estão sendo investigadas. Novas informações serão atualizadas tão logo estejam disponíveis”.


Valença: Livre é convidado pela secretaria, Jeanine, da Saúde para apresentação de ações


Alvos de críticas nos últimos dias, a secretária Jeanine Fonseca convidou Livre para visitar a nova sede da secretaria municipal de Saúde, e prestar esclarecimentos acerca de dúvidas oriundas de leitores, seguidores e usuários da rede social.
De cara na visita a secretaria foi questionada acerca da acessibilidade do espaço e apresentou as duas entradas da secretaria, a primeira pela 1ª Travessa da Rua Quintino Bocaíuva e a segunda pela Rua Guilherme Paternostro com a acessibilidade necessária.
Em seguida dirigindo-se a Policlinica Municipal, a chefe da pasta apresentou – embalado ainda – o novo aparelho de ultrassonografia adquirido há pouco tempo e que auxiliará os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) no município. Informando também da compra de uma ambulância em formato de furgão para servir ao município, ambos segundo a secretária oriundos de parceria.

        Várias caixas de medicamentos estão no almoxarifado prontas para distribuição.

Questionada sobre a qualidade dos veículos que fazem transporte de valencianos para exames na capital, a secretaria informou que esta sendo realizada uma nova vistoria nos automóveis e garantiu que até o final do mês toda a situação estará regularizada. “É difícil a nossa situação, fazemos o melhor, apertamos todos os cintos. Contudo não deixaremos de ouvir a imprensa que esta sendo porta-voz do povo”, disse Jeanine, que é muito estimada no meio da comunicação pelo atendimento aos profissionais.
Com relação a fiscalização em relação ao atendimento nos postos de saúde, o diretor do Fundo Municipal de Saúde (FMS), Josenilson Junior disse que qualquer denúncia pode ser feita na secretaria da Saúde, e será averiguada com os chefes imediatos dos setores responsáveis. “Havendo provas de que maus tratos foram realizados, além de estarmos pedindo desculpas ao nosso usuário, não tenha dúvidas de que o funcionário será advertido e punido a depender da situação”, prometeu Junior.

      Equipamento para realização de ultrassonografia embalado, aguardando instalação.

Valença: Comunidade reclama abandono da Indústria do Conhecimento SESI


Inaugurada em outubro de 2010, no município de Valença, a Indústria SESI do Conhecimento – Biblioteca construída pelo SESI – colocada em funcionamento e à disposição da comunidade do Novo Horizonte através de parceria com a prefeitura municipal de Valença está abandonada, tragada pelo matagal e fechada há mais de um ano, a biblioteca que serve(ia) como incentivo aos jovens alunos da comunidade teve suas portas fechadas sem muitas satisfações ofertadas.

Espaço completamente tomado pelo matagal. Existem possibilidades dos computadores estarem danificados.

Moradores procuraram Livre, que investigou cada detalhe do abandono do espaço e descobriu que funcionou até 30 de dezembro de 2016, com funcionárias cedidas pela prefeitura municipal como preconizou o contrato de parceria, e mais de 400 jovens da comunidade utilizavam o espaço de forma rotativa. Empréstimos de livros, sessões de filmes, aulas de informática, acesso a internet para pesquisas e interações pedagógicas eram realizados no local fechado por descumprimento de parceria.

  Biblioteca em pleno funcionamento(2016), beneficiava a comunidade.Foto:Marli Santos

Segundo Laís Freire, diretora executiva do Programa Construir Melhor, vizinho do espaço, diversas buscas foram feitas através do poder público municipal, mas sem êxito. “Comuniquei ao SESI, e comuniquei a prefeitura local desde o início do ano passado, uma vez que existe um contrato firmando as responsabilidades para funcionamento do Indústria (do Conhecimento), ou seja, a responsabilidade do envio de pessoal, mas os representantes da prefeitura agiram com negligência. Por isso há um ano o espaço esta fechado. A coordenação do SESI poderia ter atuado nesta cobrança, mas se silenciou”, informou, lamentando a situação atual.

               Marli Santos foi a última funcionária do espaço – cedida pela PMV.

Em diálogo com a coordenadora do SESI – Valença, Mara Oliveira, que tomou conhecimento da situação através da redação de Livre, após procurar o secretário da Educação, Daniel Reis, e não o haver encontrado, na prefeitura municipal foi prometido limpeza do espaço. “Estive na Prefeitura, eles prometeram a limpeza da área externa, e resposta nesta segunda (5) sobre envio de pessoal para abertura do local”, disse.

O que é a ICS?
As Unidades SESI Indústria do Conhecimento são centros multimeios, contendo biblioteca, DVDteca, CDteca, gibiteca e Internet, onde os usuários terão a oportunidade de acesso à informação e à apropriação do conhecimento.
Os centros multimídia são estruturados de forma a atender lacunas na promoção do acesso à informação e ao conhecimento, estimulando práticas de leitura e pesquisa. São mais de 1000 títulos à disposição dos usuários.
Seus ambientes são projetados de forma a facilitar a acessibilidade física, em 100 municípos brasileiros, com boas condições para leitura e estudo, bem como acesso a tecnologias e horários adequados para os usuários.


Valença: “Caso ele (o prefeito) não tenha gostado, pode me demitir”, diz Carlito do Coco sobre reforma de estradas vicinais


O gerente municipal do Departamento de Estradas e Rodagens, da prefeitura de Valença, participou da terceira edição do programa Ligação Direta nesta quinta (01) e declarou que se caso o prefeito estiver insatisfeito com a ação do mesmo em recuperar as estradas da zona rural que pode demiti-lo.
‘Dos Cocos’, como é conhecido destacou que a recuperação da estrada vicinal rural localizada na Capela de São José, não é nenhuma obra da gestão municipal, mas, uma ação com alguns empresários e a forte parceria com o Posto Moça Bonita (de posse do empresário Adalberto – conhecido Dau).
“Não tenho nada a dizer contra o prefeito (Ricardo Moura – MDB), mas caso ele entenda negativamente esta ação, ele pode me demitir”, declarou Carlito.

                            A comunidade demonstrou-se feliz com a ação de Carlito.

Repercussão
Após a publicação na rede social facebook, os moradores de diversas áreas da zona rural iniciaram uma série de indicações ao líder comunitário solicitando reforma nas suas localidades. Em contato com o jornalista Wellingthon Anunpciação, Carlito disse que sempre fez este trabalho. “Independente do prefeito sempre fiz isso, sempre ajudei as comunidades e continuarei a fazer. Sou assim e não vou mudar. Tenho compromisso com meu povo. Entendo as dificuldades da Prefeitura, e fizemos. Faria de novo”, declarou.