POLÍTICA

23/05/2019 18:37

Maioria na Câmara de Vereadores entende inocência do vice-prefeito perante o caso do “Escândalo da Biblioteca” em Taperoá

Convocado pelos vereadores Aldo Lisboa – o Professor Aldo (DEM) e Carlos Oliveira – o Carlinhos (PT) para esclarecer as acusações acerca do famigerado “Escândalo da Biblioteca”, o vice-prefeito de Taperoá, no Baixo Sul do estado, Ticiano Mattos, compareceu a Câmara Municipal para explicitar a sua versão acerca dos fatos.

De início os acusadores fizeram seus esclarecimentos e em seguida foi a vez do ex-vereador demonstrar sua defesa. Segundo Ticiano, ele não deveria estar no plenário respondendo as acusações uma vez que a residência que reside é alugada, mas disse ter ido a Câmara por entender que é um fato político criado para desgaste da imagem dele.

Como prova, Mattos apresentou o antigo registro da Associação de Moradores e Cultural de Taperoá – Ameta, na época chamado de Cadastro Geral de Contribuintes – antigo CGC, hoje intitulado Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica – CNPJ, que demonstra o endereço da Rua Gilberto Passos como sede fixa da associação, diferente do endereço apresentado como sendo da biblioteca que é a Rua Marguinha, 135 – atual residência alugada pelo vice.
Os documentos convenceram os 9 vereadores da Câmara e Ticiano afirma ser uma ação política e pessoal para macular sua imagem. Foto: Evertton Pacheco

Logo depois apresentou documentos de transferências bancárias feitas ao locatário, comprovando pagamento ao cidadão que figura no contrato como dono.

Além disso, respondendo a acusação do vereador Aldo de que o terreno onde fica a residência, objeto de aluguel/acusação, fazia parte da Escola Estadual Doutor Luiz Navarro de Brito, Ticiano apresentou Ofício do Registro de Imóveis e Hipotecas, oriundo da secretaria estadual de Educação, do Governo da Bahia, onde deixa claro os limites dos muros da Escola. “Pedi que um arquiteto fizesse a planta da escola, baseado nos limites de cumprimento do documento e não há envolvimento do espaço da casa aonde aluguei para morar. Mais um ato político desmascarado facilmente”, disse.

O que disse o acusador
Aldo Lisboa, informou que algumas explicações o contemplaram e outras não. “Vou refletir até que ponto vale seguir com a demanda (acusação), conversarei com o Estado para saber se há interesse em ganhar esta demanda”, disse o edil.


ItaipavaRico empresalogsiteBanner 340x250
522x380
522x380

Contato

Livre Notícias é um site de notícias gerais do Baixo Sul, Recôncavo e capital baiana. Voltado para a imparcialidade em todos os fatos, nos envolvemos na sociedade baiana com um modo diferenciado de fazer jornalismo. Livre Notícias, aqui, a verdade! Jornalista Responsável: Wellingthon Anunpciação / MTB - 0005897

© 2016 Livre Notícias Valença-BA