Novo apagão afeta o Baixo Sul


Governo afirma que problema foi causado por falha em subestação do Xingu, no Pará. Apagão atingiu 93% dos municípios das regiões Norte e Nordeste

                         A PM no Baixo Sul redobrou a atenção nas vias públicas ao anoitecer.

Os 15 municípios do Baixo Sul compuseram a lista de 2.049 municípios que sofreram com o apagão desta quarta (21), ocorrido por causa de uma falha na subestação de Xingu, no Pará.
Em Valença município polo do território, a rotina comercial foi novamente afetada. O comércio local e instituições de ensino cancelaram suas atividades após 30 minutos do apagão em vigor.

            Por mais de 4 horas o município valenciano esteve em estado de escuridão.

Para Diogo Lima, estudante que mora na zona rural do município e chegou a sede no início da tarde disse que o apagão está movendo negativamente a vida dos baianos. “Acreditamos que se há cada 48 horas tivermos apagões como este, é uma prova de caminho para a falência. Uma vez que a vida de todos nós se submete a estar parada”, desabafou.
A Polícia Militar e a Polícia Civil responsável pela segurança da região baixosulense não apresentaram informações acerca de eventos criminosos na região, porém a segurança foi redobrada em pontos considerados cautelosos.

Os estabelecimentos da cidade de Valença que possuíam gerador mantiveram suas postas abertas.

Causas
“Uma perturbação no SIN causou o desligamento de cerca de 18.000MW, majoritariamente localizados nas regiões Norte e Nordeste, correspondendo a 22,5% da carga total do SIN naquele momento”, informou a ONS.
A Companhia de Eletricidade da Bahia (Coelba) confirmou o apagão e informou que a situação é apurada pela ONS.
Também em nota, a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), que é responsável pela geração de energia no estado, informou que “não identificou nenhum defeito no seu sistema que ocasionasse o desligamento verificado na tarde de hoje” e que apura, junto a ONS, as causas do apagão.
De acordo com o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, o apagão ocorreu após uma falha na usina de Belo Monte, no Pará. “Eu não tenho informação mais precisa, mas foi uma interrupção em uma das linhas de Belo Monte”, disse o ministro.

Na Santa Casa de Misericórdia, em Valença, o gerador acionado garantiu o funcionamento da unidade.

Confira a nota da ONS na íntegra:
“Hoje, 20 de março, às 15h48, uma perturbação no SIN causou o desligamento de cerca de 18.000MW, majoritariamente localizados nas regiões Norte e Nordeste, correspondendo a 22,5% da carga total do SIN naquele momento.
Em consequência da perda de carga, entrou em funcionamento o primeiro estágio do Esquema Regional de Alívio de Carga do Sistema Sul, Sudeste e Centro-Oeste, com corte automático de consumidores, no montante de 4.200MW.
Os sistemas Sul, Sudeste e Centro-Oeste ficaram desconectados do Norte e Nordeste.
Às 16h15 já havia sido realizada a recomposição de praticamente toda a carga no Sul, Sudeste e Centro-Oeste.
As equipes do ONS estão neste momento dedicadas à recomposição dos sistemas Norte e Nordeste, já em curso.
As causas de desligamento estão sendo investigadas. Novas informações serão atualizadas tão logo estejam disponíveis”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *