Betty Faria é detonada após dizer que tem ‘repulsa’ a mulheres gordas

Em tempos de patrulha feroz do politicamente correto, Betty Faria, 74, arrumou uma confusão daquelas. A atriz está sendo alvo de muitas críticas nas redes sociais após uma entrevista em que disse não gostar de “mulheres gordas”. Internautas estão chamando Betty de “gordofóbica” (quem tem fobia de gordos) e “preconceituosa” após ela ter dito a … Leia Mais


Geddel Lima mapeia deputados traíras

O ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, fará um mapeamento de todos os deputados da base aliada que votaram, no primeiro turno, contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que cria um teto para as despesas públicas nos próximos 20 anos, conhecida como PEC do teto de gastos. De acordo com a coluna … Leia Mais



Moradores de Morro de São Paulo fazem esgotamento através de ‘vaquinha’


Após aguardarem 3 anos para a prefeitura de Cairu fizesse um pequeno sistema de esgoto no bairro de Nossa Senhora da Luz, moradores resolveram por conta própria realizar a construção do sistema.
Em regime de mutirão, mais de dez pessoas realizaram a construção do sistema e resolveram a situação em um dia. O grupo também ficou responsável por recolher os valores dos moradores da área para compra de material de construção. A estimativa de valores utilizados na obra é de quase dois mil e quinhentos reais.

9614a329-3ff6-488a-a835-68725c7782d7
Segundo uma moradora que não quis se identificar sempre que podiam os moradores pediam na prefeitura a realização da obra. “Como o deslocamento daqui para Cairu é caro, a gente sempre ligava e pedia, mas nunca fomos atendidos.  Aí resolvemos fazer por conta própria.”
“Quem tinha dinheiro ajudou com dinheiro. Quem não tinha ajudou com mão de obra. Foi a obra do cadinho”, brinca um comerciante que pediu sigilo.

7dd4bb0c-eaa0-432f-b1b9-2e407cb38693


A convicção que mais gerou polêmica no país


Reproduzida por diversos sites e alvo de memes, a frase “não temos prova, mas temos convicção”, atribuída aos procuradores da Operação Lava Jato ao apresentarem a denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na quarta-feira (14), não foi dita, ao menos durante a apresentação e a entrevista coletiva na sequência.
A suposta frase junta falas de dois procuradores, ditas em momentos distintos da apresentação.
Em dois desses trechos, o procurador Deltan Dallagnol justifica a convicção do Ministério Público Federal (MPF) de que Lula é o comandante do esquema criminoso alvo da operação; em um terceiro, o procurador Henrique Pozzobon fala sobre o fato de não existir “prova cabal” de que Lula é “proprietário no papel” do apartamento no Guarujá usado, segundo os investigadores, para ocultar o pagamento de propina.

Veja a sequência das frases:

1. Dallagnol fala em ‘convicção’
Num primeiro momento, durante a apresentação da denúncia, Dallagnol fala, ao explicar as conclusões do MPF:

“Provas são pedaços da realidade, que geram convicção sobre um determinado fato ou hipótese. Todas essas informações e todas essas provas analisadas como num quebra-cabeça permitem formar seguramente, formar seguramente a figura de Lula no comando do esquema criminoso identificado na Lava Jato.”

2. Pozzobon fala em ‘provas cabais’
Mais à frente, ainda durante a apresentação, Pozzobon diz:

“Precisamos dizer desde já que, em se tratando da lavagem de dinheiro, ou seja, em se tratando de uma tentativa de manter as aparências de licitude, não teremos aqui provas cabais de que Lula é o efetivo proprietário no papel do apartamento, pois justamente o fato de ele não figurar como proprietário do tríplex, da cobertura em Guarujá é uma forma de ocultação, dissimulação da verdadeira propriedade”, afirma o procurador.

3. Dallagnol volta a usar o termo ‘convicção’
Mais tarde, durante a entrevista coletiva, Dallagnol volta a usar o termo “convicção” para se referir a Lula ao responder à pergunta de um jornalista sobre se o ex-presidente continou a liderar o suposto esquema após deixar o cargo:

“Dentro das evidências que nós coletamos, a nossa convicção com base em tudo que nos expusemos é que Lula continuou tendo proeminência nesse esquema, continuou sendo líder nesse esquema mesmo depois dele ter saído do governo.”

E também ao responder por que um dos filhos e um empresário amigo de Lula citados nas investigações não foram denunciados:

“Mas nós precisamos lembrar que as investigações continuam, o trabalho do Ministério Público não termina aqui, as investigações continuam e se nós formarmos a convicção de que eles são responsáveis por esses crimes eles serão igualmente acusados.”

4. A frase que viralizou
Após a apresentação dos procuradores, a frase “não temos provas, mas temos convicção”  e uma variante, “não temos como provar, mas temos convicção”, que não foi dita desta forma por Dallagnol, passou a ser publicada em diversos sites e gerou memes.

meme-denuncia-lula-1_9sgtrfv


Camamu: Ioná Queiroz tem candidatura indeferida


iona-queirozA Justiça Eleitoral, através da juíza Leandra Leal, indeferiu o registro de candidatura da ex-prefeita da cidade de Camamu, Ioná Queiroz (PT). Ele é acusada de abuso de poder econômico em 2008 e teve as contas rejeitadas entre 2010 e 2012, quando foi prefeita da cidade. Caso se confirme a invalidação de Ioná Queiroz, três candidatos seguem nas eleições do próximo mês: Joílson Lima, Luiz Oliveira da Luz e André Souza dos Santos.A candidata impetrou recurso para que o deferimento aconteça, enquanto isso a campanha segue, e Ioná se sente confiante.


Candidato à vereador é preso em flagrante dirigindo carro roubado


vereadorO candidato a vereador de Barreiras, Bacia do Rio Grande, pelo PSC, Rubens Bernardes Pereira foi preso em flagrante nesta segunda-feira (12) por dirigir um carro roubado e alienado. De acordo com a delegacia de polícia, o Hiunday prata, com placa de Luis Eduardo Magalhães, que o político conduzia havia sido roubado no último sábado (10). Após ser abordado por policiais militares, Pereira foi encaminhado ao prédio da 11ª COORPIN, onde prestou depoimento. Rubens do Protesto, como é conhecido na região, assumiu que estava ciente da alienação do automóvel, mas não de sua procedência criminosa. Ainda de acordo com a polícia, o político permanece detido, mas poderá ser souto mediante pagamento de uma fiança no valor de R$ 2.500. O caso está sendo investigado pelo delegado plantonista Francisco Carlos de Sá.


Candidato a vereador é assassinado


candidato-assassinado-696x457Um candidato a vereador no município de São Sebastião do Passé foi morto a tiros na noite desta sexta-feira (2). Daniel Oliveira (PSL) tinha 32 anos e se candidatava pela primeira vez no município. De acordo com o setor de investigação da delegacia da cidade, crime político não é a principal linha de apuração. A delegada Joana Angélica Santos, informou que a vítima tem histórico com envolvimento no tráfico de drogas. Segundo ela, outros familiares de Daniel também são envolvidos. Apesar disso, a vítima não tinha registro de crimes em sua autoria.

Com informações Bocão News