“Esta bloqueado o repasse para a alimentação escolar do município de Valença, isso referente as contas do ano de 2005.”, diz representante da APLB em cerimônia de abertura da Jornada Pedagógica

Segundo Maria de Lourdes, o prefeito fez garantias no sentido de não deixar os alunos sem a alimentação escolar   Com o auditório lotado de professores, ocorreu na manhã desta segunda (13), a abertura do Encontro/Jornada Pedagógica para planejamento e mostras de incentivo do ano de 2017. O evento, que é tido como marca do … Leia Mais


Valença: Caixas eletrônicos falham e clientes do Bradesco passam horas de transtornos


IMG_0271
Clientes revoltados, em sua maioria idosos, gritavam por soluções.

Os clientes de Valença, cidade polo do Baixo Sul, que fazem movimentações através dos caixas eletrônicos do Banco Bradesco ficaram revoltados na manhã desta segunda (06), segundo leitores e seguidores de Livre, faltou dinheiro nos caixas eletrônicos para saques.
A fila que ia crescendo juntava-se aos aposentados, que cansados da espera por não conseguirem retirar seus vencimentos passavam mal e eram encaminhados para postos de saúde, já outros que enfrentavam o mormaço aguardavam respostas da agência.
Outros clientes entoavam gritos de ordem pedindo o dinheiro.
Não foi a primeira vez que o fato ocorreu na agência Bradesco em Valença, há alguns meses atrás o banco foi alvo de processos que tramitaram no Tribunal de Pequenas Causas, o que gerou grande despesa aos cofres da instituição, devido ao número de causas consideradas suficientes para arbitração de multa financeira.
A continuidade do fato causa grande prejuízo a população da região, que faz uso do banco para várias atividades.

De quem é a culpa?

Em contato com o jornalista Wellingthon Anunpciação, Daniel Queiroz, que responde pela gerência administrativa da agência 3068, informou que houve problema técnico. “Nossa operadora, que fornece o sistema para os caixas, que dependem de internet, teve sua transmissão interrompida devido a problemas técnicos não sendo possível realizarmos qualquer operação de atualização. Os caixas só podem ser abertos em horários alternados por questões de segurança. Não deixamos de ofertar bom serviço a nossos clientes”, justificou o gerente, informando ainda que os funcionários da agência atendem diariamente aposentados e pensionistas a partir das 7h manhã.

 


Lula autoriza doação de órgãos de Marisa Letícia


marisa2
Foto: Reprodução

O hospital Sírio-Libanês divulgou boletim médico nesta quinta-feira (2) no qual informa que Dona Marisa Letícia, 66 anos, mulher do ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva ficou sem fluxo cerebral. A família já autorizou a doação de órgãos, segundo um post publicado na página do Facebook do ex-presidente Lula.
“A família Lula da Silva agradece todas as manifestações de carinho e solidariedade recebidas nesses últimos 10 dias pela recuperação da ex-primeira-dama Dona Marisa Letícia Lula da Silva. A família autorizou os procedimentos preparativos para a doação dos órgãos”, diz o post. Depois, a página do Facebook do ex-presidente atualizou a foto de perfil e colocou uma imagem do casal sorrindo.
O boletim informa que um doppler transcraniano realizado na manhã desta quinta identificou a ausência de fluxo cerebral (leia boletim médico completo abaixo).
A mulher do ex-presidente Lula foi internada em 24 de janeiro, depois de ter sofrido um acidente vascular cerebral hemorrágico provocado pelo rompimento de um aneurisma.
Quando foi internada, dona Marisa passou por um procedimento de emergência que durou cerca de duas horas para conter a hemorragia no cérebro. Os médicos fizeram uma arteriografia cerebral para localizar a lesão e depois introduziram um cateter até a região afetada para estancar o sangramento.
Na quarta-feira (25), Marisa Letícia teve de passar por outro procedimento cirúrgico. Desta vez, para a “passagem de um cateter ventricular para monitoração da pressão intracraniana”, como informou o hospital. A decisão dos médicos ocorreu após “avaliação tomográfica de crânio para controle de sangramento cerebral.
Na sexta-feira (27), Dona Marisa passou por uma tomografia para verificar se tinha ocorrido melhora na infecção que havia se formado em seu cérebro. Ela foi acomodada em uma cama térmica. Com o auxílio dela, os médicos conseguiram baixar a temperatura do corpo, que normalmente fica perto dos 35°C, para até 25°C. O objetivo era diminuir o metabolismo e, junto com ele, a atividade cerebral, para que o cérebro conseguisse absorver de forma mais rápida o excesso de sangue acumulado na caixa craniana.
Um exame realizado na segunda-feira (30) detectou a presença de trombose venosa profunda nas veias das pernas. Os médicos realizaram a passagem de um filtro de veia cava inferior para prevenir a ocorrência de embolia pulmonar.
Na terça (31), os médicos tiraram a sedação. Na quarta (1º), ela teve uma piora no seu quadro clínico no início da noite e voltou a ser sedada. A pressão intracraniana e a inflamação no cérebro tinham aumentado.
Veja a íntegra da nota divulgada às 10h25 pelo Hospital Sírio-Libanês e assinada pelos médicos Antonio Antonietto, diretor de governança clínica, e Miguel Srougi, diretor-clínico:

“A paciente Marisa Letícia Lula da Silva permanece inalterada na UTI do Hospital Sírio-Libanês. Na manhã de hoje, foi realizado Doppler transcraniano, sendo identificada ausência de fluxo cerebral.

Diante do resultado, com autorização da família, foram iniciados procedimentos para doação de órgãos.

As equipes que a acompanham são:

Coordenação – Professor. Dr. Roberto Kalil Filho
Neurologia Clínica – Professor Dr. Milberto Scaff
Neurocirurgia – Dr. Marcos Stávale
Neurorradiologia – Dr. José Guilherme Pereira Caldas”

 

Capital: Nilo desiste da candidatura. Estaria o governador Rui Costa evitando um racha?


O deputado Marcelo Nilo (PSL) renunciou, na noite desta terça-feira, 31, à sua candidatura à presidência da Assembleia Legislativa da Bahia, quando tentaria disputar pela sexta vez o cargo. Com a desistência de Nilo e a retirada da candidatura de Luiz Augusto (PP), na tarde desta terça, o deputado Ângelo Coronel (PSD) vai para eleição da Mesa Diretora, na tarde desta quarta, 1º, como candidato único da base do governo e com o apoio da oposição.
A decisão de renunciar a mais uma eleição  pela presidência da Assembleia – o que lhe conferiria 12 anos no comando do Legislativo – foi comunicada pelo próprio Marcelo Nilo ao governador Rui Costa (PT), por volta das 20 horas desta terça, na governadoria.
No encontro, do qual participaram o secretário de Relações Institucionais, Josias Gomes, e o secretário de Administração Penitenciária e Ressocialização do Estado (Seap), Nestor Duarte, que é do mesmo partido de Nilo, o ainda presidente da Assembleia, que começou a corrida como favorito, jogou a toalha.
Sem o apoio da oposição,  das duas outras candidaturas da base que se uniram contra ele e o refugo de aliados que lhe haviam declarado apoio, como o PCdoB e o  seu próprio partido, o PSL, Marcelo Nilo teve que admitir que chegava ao fim do processo sem os votos necessários para a conquista do sexto mandato na Casa.
Em nota divulgada à imprensa, Marcelo Nilo disse que deixava a presidência da Assembleia sem “uma mácula” e que não encara a saída do honroso cargo como um “retorno à planície”.
Nilo, que chegou a ser convidado pelo governador a ocupar uma secretaria, avisou que cumprirá seu mandato de deputado estadual. “Com a cabeça erguida darei prosseguimento ao mandato que me confiaram 150 mil baianos”. Ao sucessor, com quem trocou duras farpas nos últimos dias, desejou “mandato profícuo”.
Por volta das 22 horas, o governador Rui Costa postou, na sua página do Face book, que havia parabenizado o deputado Ângelo Coronel. “Aproveitei para desejar tranquilidade e sabedoria para manter a base aliada unida ao assumir a presidência da Assembleia Legislativa”.
Rui também fez questão de cumprimentar o deputado Marcelo Nilo “pelo posicionamento firme e corajoso de renunciar em nome da unidade política”. O governador disse, ainda, que “a gestão eficiente do atual presidente merece nosso reconhecimento”.

Confira a íntegra da carta do deputado Marcelo Nilo

Venho a público informar que não concorrerei à reeleição para a presidência da Assembleia Legislativa da Bahia amanhã (quarta-feira).

Ocupei o prestigioso cargo por dez anos, contando com o apoio suprapartidário dos companheiros deputados estaduais e tenho o orgulho de afirmar que, nesse período, o Legislativo Estadual cumpriu com seus deveres sem abdicar de suas prerrogativas, sem um único episódio que deslustre a sua imagem perante a Bahia e os baianos.

Atendendo a amigos deputados, postulei nova recondução à Presidência. Para tanto, constituí um grupo de alianças com legendas da base de apoio à administração do governador Rui Costa. Hoje, avaliando a conjuntura juntamente com os deputados que me apoiaram, resolvemos retirar a candidatura à Presidência da Assembleia Legislativa.

Deixo consolidado grande número de projetos destinados à melhoria das condições de vida do povo baiano.

Devo ressaltar que permanecerei na militância política. Jamais me furtarei a colaborar com a minha terra e com a minha gente. Dedicarei minha energia à defesa dos municípios que represento com o empenho de sempre, cumprindo a palavra e a todos os compromissos assumidos.

Este é o meu legado e marca pessoal.

São quase 40 anos de vida pública, sete mandatos parlamentares consecutivos com votação sempre crescente – o que me autoriza a afirmar que estou no caminho certo, combatendo o bom combate, em favor do desenvolvimento, com justiça social, para a Bahia.

Costumo dizer que quem não gosta de gente, do povo, nunca deve ingressar na vida pública. Eu permanecerei em atividade plena exatamente por isso.

Deixo a Presidência da Assembleia sem uma mácula e não encaro a saída do honroso cargo como um “retorno à planície”. O nosso plenário jamais deve ser tratado como algo trivial.

Com a cabeça erguida darei prosseguimento ao mandato que me confiaram 150 mil baianos. Aos companheiros que me apoiaram, expresso a mais profunda gratidão e reconhecimento.

Aos demais colegas, igualmente, agradeço o apoio durante todo esse período, desejando êxito em suas caminhadas. Ao meu sucessor na Presidência, um mandato profícuo.


Presidente da Fepesba critica novas regras de direito ao seguro-defeso


DSC04602
Zé da Pesca e Raimundo Costa movimentarão os bastidores para reverter os prejuízos do decreto presidencial

Na última terça-feira, o presidente Michel Temer assinou um decreto que altera e endurece as regras para o pescador artesanal ter direito ao seguro-defeso. Uma das medidas mais polêmicas é o cancelamento do benefício nos lugares onde existem alternativas de pesca, que não estejam no período de defeso. A questão é, explicou o presidente da Federação dos Pescadores da Bahia (Fepesba), Raimundo Costa, que o pescador artesanal precisa pescar vários tipos de espécies para sobreviver. E perder o benefício poderia atingir em cheio o bolso do trabalhador.
A Fepesba, junto da Federação Nacional e de outras federações do país, analisam todos os detalhes do decreto para pedir possíveis alterações na lei pela Câmara de Deputados, com o apoio da bancada da pesca da Casa Legislativa. Protestos também não estão descartados.
O decreto pegou a federação de surpresa, explicou Costa. Ainda é preciso avaliar todos os quesitos do documento, que tem como objetivo, segundo o Governo Federal, economizar até R$ 2 bilhões por ano e evitar possíveis fraudes. Atualmente, são gastos R$ 3,1 bilhões ao ano com o pagamento do benefício aos pescadores artesanais de todo o país. A projeção da equipe da presidência é que em seis anos, este valor aumente 160%, o que inviabilizaria os cofres públicos.
Atualmente, segundo a Fepesba, a Bahia conta com mais de 20 mil pescadores artesanais, afirmou o presidente da federação, cerca de 7 mil recebem seguro-defeso em determinados períodos do ano. No país, a medida irá atingir até 800 mil pescadores artesanais. No Estado, a Fepesba ainda não contabilizou o número correto de trabalhadores que poderiam ser prejudicados.
O decreto ainda fixa o benefício mensal do período de defeso em um salário mínimo (R$ 937). A medida entra em vigor em 180 dias.

A polêmica

De acordo com o decreto, quem morar em locais onde há a possibilidade de pescar outras espécies que não estão em período de defeso, o benefício não será mais pago. Esta medida que deve ser questionada junto à bancada da pesca na Câmara.
“Alguns setores da pesca não serão afetados no Estado. Quem trabalha com o sistema lagunar, por exemplo, pesca o ano inteiro camarão não será prejudicado. O que vai pesar é quem pesca em oceano, a pesca de praia. Para sobreviver e pagar as dívidas, é preciso pescar corvina, pescadinha, de tudo” explicou Raimundo.
Outra medida proposta no decreto é a exigência da carteirinha de pescador pela Marinha. E aí entra outra questão, que é a realização dos cursos para adquirir a carteira.

Orientações

Ainda há a exigência de atestado de residência do município, coisa que muitos pescadores da Bahia terão que se adequar, contou o presidente. “Eles terão que pedir o benefício em sua própria cidade a partir de agora. O decreto pede uma maior regularização mais firme de vários quesitos. Vamos orientar os pescadores para eles não serem prejudicados”, avisou.
Após a análise do documento, a Fepesba pretende iniciar orientações nas colônias de pescadores da região já na segunda-feira, dia 30 de janeiro. O presidente ainda quer montar uma comitiva para protesto em Brasília.


Taperoá: Prefeito e equipe encontraram prefeitura ‘vazia’


DSC01336
Segundo informações da equipe de Governo haviam documentos e computadores neste cômodo e desapareceram.

Tem sido uma verdadeira dificuldade retomar os rumos do município de Taperoá, segundo falas da equipe do atual prefeito, Rosival Lopes.
O prefeito atendeu a equipe de Livre e dialogando com o repórter Wellingthon Anunpciação demonstrou o caótico estado que se encontra o paço municipal e as tristes descobertas que tem sido realizadas, oriundas da gestão anterior.
“Eu não tenho um gabinete digno para atender o povo taperoense, estou à disposição até em minha casa. Verbas do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) que chegaram com o intuito de promover a instalação de água e saneamento nas escolas rurais, tiveram suas verbas utilizadas mas seus serviços não realizados, porém concretamente é a nossa gestão que está prestando rumos para que o funcionamento das aulas ocorra de forma digna”, disse decepcionado.
Segundo levantamento realizado, o município de Taperoá estará perdendo verbas importantíssimas das áreas de saúde, educação e ação social. O motivo, segundo a secretária de Saúde, Aline Muniz, seria a má transição realizada pela gestão anterior que “até dados importantes para prosseguimento do trabalho, foram apagados sumariamente”, disse estarrecida.
Os secretários do governo municipal de Taperoá demonstram estar realizando uma verdadeira força-tarefa para em tempo hábil celerizar serviços, não perder recursos e realizar obras no município.
Em visita ao paço municipal, o jornal Livre fez observância de salas que estão sem ar condicionado, outras que não possuem cadeiras e mais adiante até computadores que estavam no local no ano anterior estão desaparecidos. Há informações de que memórias rígidas de computadores haveriam sido retiradas e colocadas outras vazias.
Segundo informações, os casos deverão ser encaminhados ao Ministério Público para que medidas cabíveis sejam tomadas.
A equipe de Livre entrou em contato com o ex-gestor, Antônio Brito, com a ex-primeira dama, Cristiane Guimarães e com o ex-secretário de Governo, popular Nadinho e não conseguiu contato, as ligações seguiram para a caixa de mensagem.