Jogador do Bahia é acusado de ofender torcedoras do Vitória em condomínio na Paralela


Foto: Felipe Oliveira.

O jogador Zé Rafael, do Esporte Clube Bahia, é acusado de ofender três mulheres que trajavam camisa do Vitória, na noite deste domingo (8), no Residencial Manhattan, na Paralela, em Salvador. O fato teria ocorrido após o Esquadrão conquistar o título de campão baiano de 2018, no Barradão.
“Quero dizer aqui no grupo que Zé Rafael, um jogadorzinho do Bahia que mora aqui no (edifício) Soho, no momento de entrar no  prédio, ao passar por minha filha e duas primas vestidas de Vitória, se achou no direito de chamar o Vitória de ‘time de putas’. Atingindo moralmente a minha família. Quero dizer que podemos resolver isso de outra forma. É só você escolher e eu vou te mostrar quem é puta! Jogadorzinho. Você é morador e tenho certeza de que vamos nos encontrar por esses corredores para você me falar a mesma coisa. Um absurdo. Profissionalzinho”, escreveu o engenheiro agrônomo José Negrão Roza, 53 anos, pai de uma das meninas, no grupo de WhatsApp dos moradores.
Também no grupo de moradores, uma das jovens (que assistiu o jogo no estádio) relatou o ocorrido. “Quando minhas primas estavam saindo (do prédio) e eu estava voltando para subir para o apartamento, o jogador do Bahia, Zé Rafael, entrou, passou por minhas primas e ao entrar, de cara comigo, bem frente a frente, gritando várias vezes: ‘time de Puta, time de Puta!'”, contou a jovem, revelando ter se sentido ofendida.
O o engenheiro disse que o caso foi registrado na 12ª Delegacia Territorial, em Itapuã, ainda ontem à noite.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *