Camamu: Prefeitura quer gastar mais de R$245 mil em hospedagens

Comparado a pagamentos de hotéis de luxo, daria para passar oito meses hospedado A prefeitura de Camamu ofertou a duas empresas do próprio município, através da modalidade de credenciamento para fornecimento de hospedagens a administração pública, sem datar os fins do contrato no Diário Oficial, o extrato do credenciamento apenas demonstra que os valores ultrapassam a casa … Leia Mais


7 de setembro em Valença

O tradicional desfile comemorativo ao dia Sete de Setembro, nesta sexta-feira (7), tomou a Avenida Antônio Carlos Magalhães, na Graça. O desfile tinha início previsto para as 7h30 horas e previsão de término entre 10h30 e 11 horas. Mas começou apenas às 8h55 — e terminou pouco depois do previsto. Os carros das instituições de … Leia Mais


Taperoá: Chuva causa estragos no município

 As fortes chuvas registradas nas primeiras horas desta terça (14), causaram estragos consideráveis no Centro do município. Além dos problemas nas ruas de vários bairros os moradores registraram invasão de água em algumas residências. A prefeitura de Taperoá se pronunciou através de nota na rede social facebook, informando que uma equipe da secretaria de Infraestrutura, … Leia Mais


Valença: Santa Casa diz desconhecer omissão de socorro

Publicizada pelo site Nas Malhas da Lei, no último domingo, a população tomou conhecimento sobre um fato reconhecido em princípio como omissão de socorro por parte dos profissionais da entidade. A matéria que teve um grande número de compartilhamento e comentário nas redes sociais, chegou até Livre por uma seguidora que pediu apuração. Ao buscar … Leia Mais


Grave incêndio na Assembléia Legislativa da Bahia

Um incêndio de grandes proporções atinge a Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) na tarde deste sábado (28). Segundo a Central de Polícias, o Corpo de Bombeiros foi acionado e já está no local. Não há detalhes sobre o que causou o fogo. Em 2013, a Alba teve um princípio de incêndio. Na ocasião, o fogo … Leia Mais


Valença: Oitava Policlínica Regional da Bahia será inaugurada amanhã


Foto: Wellingthon Anunpciação

Concebida para atender a 13 municípios da Baixo Sul, a Policlínica Regional em Valença será inaugurada nesta sexta-feira, pela manhã, com a presença do governador Rui Costa.As policlínicas fazem parte dos Consórcios Públicos de Saúde, formados pelo governo estadual para levar atendimento especializado e exames de alta complexidade ao interior. A unidade instalada em Valença é resultado de um investimento de R$ 22,6 milhões e vai atender mais de 340 mil pessoas.
Até o momento, já estão em funcionamento sete policlínicas regionais instaladas em Teixeira de Freitas, Guanambi, Irecê, Jequié, Feira de Santana, Alagoinhas e Santo Antônio de Jesus. Outras oito policlínicas já tiveram suas obras civis autorizadas (Barreiras, Itabuna, Jacobina, Juazeiro, Salvador, Vitória da Conquista, Simões Filho e Paulo Afonso).
A nova unidade implantada em Valença vai atender os seguintes municípios consorciados: Cairu, Camamu, Gandu, Igrapiúna, Itaparica, Ituberá, Nilo Peçanha, Nova Ibiá, Piraí do Norte, Taperoá, Teolândia, Valença e Wenceslau Guimarães.


Valença: Acidente na BA-887 com ônibus de professores


Embora tenha sido totalmente destruída a estrutura do carro, não houve morte do ocupante.

Um acidente na manhã desta quinta (21), entre um ônibus que transporta professores do município de Cairu e um automóvel, deixou o trânsito lento na BA-887, Guaibim x Valença.
Segundo informações – de grupos da rede social whatsapp – o veículo se encaixou nas ferragens abaixo do ônibus, tendo o motorista a agilidade de levar o veículo com os professores para fora da pista, evitando uma tragédia de maior proporção.
“Estamos bem, se não fosse a experiência do motorista teria ocorrido algo muito pior com todos nós”, disse o professor Maikson Machado.
Não houve morte, o SAMU realizou atendimentos, os ferimentos leves em alguns passageiros foram contidos. O automóvel ficou em estado de perda total e o ônibus sem as rodas teve que ser rebocado.


Valença: Garoto realiza sonho de ser PM por um dia


                                         Bruno posa para foto com os policiais.

O sonho de ser policial militar foi realizado por um dia para garoto de zona rural. Bruno, morador do povoado de Serra do Frio, município de Valença, recebeu a visita de guarnição da 33ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Valença), no dia do seu aniversário.
O encontro, promovido, na tarde de terça-feira (19), aconteceu depois do comandante da 33 CIPM, major Alexandre Costa, ficar sabendo do sonho do menino, através da Rádio Valença FM. Uma equipe se deslocou até a Escola Municipal Otávio Santos e descobriu a residência do adolescente. Muito querido pelos professores e colegas, Bruno confeccionou com papelão a farda, colete e outras réplicas de equipamentos usados pelos militares.
No colégio, durante brincadeiras, ele sempre escolhe o papel de policial. Além do carinho dos PMs, Bruno tirou fotos e deu uma volta na viatura. “Combinamos com os pais dele e em breve conhecerá a sede da nossa unidade. Ficamos felizes em inspirar o futuro de jovens”, declarou o comandante da 33ª CIPM.


Dica Jurídica – Tudo que você precisa saber sobre a Lei do Silêncio


Festas juninas chegando, todo mundo querendo ligar seu som, fazer sua festa, dançar forró e soltar fogos, mas onde termina o seu direito de se divertir e começa o do outro em manter o sossego?Existe a falsa crença popular de que só é proibido fazer barulho entre as 22 horas de um dia e às 05 horas do dia seguinte, mas não é isso que diz o artigo 42 do Decreto Lei 3.688/41, que trata sobre as Contravenções Penais.
Ao contrário do que a maioria pensa, não existe um horário permitido para fazer barulho, sendo proibido por lei perturbar alguém, o trabalho ou o sossego alheios, com gritaria ou algazarra, exercendo profissão incômoda ou ruidosa, em desacordo com as prescrições legais, abusando de instrumentos sonoros ou sinais acústicos, provocando ou não procurando impedir barulho produzido por animal de que tem a guarda.
Isso significa dizer que independente do horário, caso alguém sinta que teve seu sossego perturbado, seja no caso das festas juninas, pelo alto volume do som ou pelo barulho dos fogos, ou no dia-a-dia, com o barulho de construções ou animais domésticos, poderá procurar a autoridade policial para que esta tome as medidas cabíveis, podendo o contraventor pegar uma pena de 15 dias a três meses, que pode ser substituída pelo pagamento de cestas básicas ou prestação de serviços comunitários.
O ideal é curtir sua festa com moderação e bom senso, para não perturbar a paz alheia, contando sempre com a compreensão de quem prefere curtir o São João em casa, e nessa época também deve relevar um pouco o barulho em favor da diversão da vizinhança.
Bom São João e Muito Forró a todos, qualquer dúvida sobre este e outros assuntos, envie sua pergunta para [email protected]


Grupo Cultural Esfarrapados dando vida a Cultura Popular


*Por Reginaldo Araújo

Uma história de amor, lágrimas e muitas dificuldades encontradas para manter viva a chama da cultura em Valença. Mudam-se as estações, mudam-se as gestões governamentais e permanece a falta de respeito a um grupo que, apenas, quer contribuir para a manutenção da cultura popular. Não percebem os governantes que a arte/cultura não está separada da economia, política e dos padrões sociais que operam na sociedade. Desta forma, ao analisarmos as festas juninas em todo o Nordeste, percebemos que existem municípios que atraem milhares de turistas investindo na cultura popular, nas quadrilhas e folguedos, sem necessitar de grandes atrações artísticas. Um governante competente deve saber explorar as suas riquezas culturais e ajuda-las a manterem-se vivas, promovendo a inclusão. Lamentavelmente, não é nosso caso.
Importante considerar que o grupo Cultural Esfarrapados, através da líder do grupo – Professora Nevinha- tem, ao longo dos anos, promovido a mobilização social e considerando a festa junina como um fenômeno de mobilização social e comunitária, pela capacidade mesma de unir sujeitos diversos, articular forças sociais, econômicas, políticas e culturais. Porquanto, é um dos eventos que mais movimenta a economia do Nordeste, contribuindo para a geração de emprego e renda através das artes populares, incluindo o artesanato, gastronomia e as diversas formas de expressão artística e cultural, como a música, a dança e a moda dos trajes típicos.
A cultura das quadrilhas nas festas juninas tem sua origem nas terras portuguesas nos festejos dedicados aos santos populares. Trazida para o Brasil, estes festejos se contextualizaram, sendo realizados, essencialmente, fora das paisagens urbanas. Os povos campesinos passaram a realizar estes festejos, principalmente as quadrilhas, para comemorar as boas colheitas e pedindo bons frutos para a próxima plantação e, mais além, muito além de devoção e diversão, as festas juninas e suas quadrilhas são oportunidades de valorização das manifestações culturais.
A cidade foi o palco privilegiado em que se gestaram algumas mudanças nas vestimentas, músicas e passos apresentados pelas quadrilhas. Contudo, as quadrilhas juninas, por mais estilizada que estejam, são, fundamentalmente, festas interioranas, ligadas às tradições do campo e, obviamente, fortalecem a cultura de uma região, onde esta cultura proporciona o crescimento social, econômico, político e cultural de um dado lugar.
Dessa forma, destaque-se que o Grupo Cultural Esfarrapados nasceu de um grupo de pessoas que tinham o proposito (e continuam a ter) de valorizar a grandiosidade da cultura das quadrilhas juninas em nosso município e, mais além, pretendiam resgatar jovens que estavam desgarrados da vida social e que precisam estar inseridos em projetos que lhes valorizassem enquanto sujeitos de direitos. São mais de 20 anos de existência do Grupo Cultural Esfarrapados e, hoje, não se limitam, apenas, a preservar a cultura das quadrilhas juninas. Hoje, este Grupo tem atuado em vários segmentos: Esporte, Lazer, Educação e Saúde. São vários os eventos onde este grupo tem atuado em nosso município, proporcionando a qualidade de vida para a nossa gente. Por conseguinte, fica evidente que a cultura é um preventivo contra todos os malefícios e um potencializador dos benefícios da sociedade.

*Reginaldo Araújo é Pedagogo, Especialista em Gestão governamental e Metodologia do ensino Superior.