Barracas e residências em Guaibim poderão ser demolidas ainda este ano


 A intenção da ação é salvaguardar a área de proteção do município. Foto: SV Produções

A Procuradora da República, Bartira de Araújo Góes, enviou ofício de consulta ao Superintendente de Patrimônio da União, Ricardo Saback Guimarães, para consulta acerca da ocorrência de danos ambientais causados pela construção de barracas na Praia de Guaibim, bem como inexistência de licenciamento ambiental no mês de novembro. Com isso, o Ministério Público Federal enviou perito que fez as devidas análises para que nos próximos dias seja programado a retirada das barracas.
Fontes afirmaram a Livre que é inevitável a suspensão da retirada das barracas do distrito.

Preocupação
Comerciantes que realizaram investimentos nas áreas consideradas inaptas para construção estão desesperados com a situação. Outros que construíram residências também correm o risco de terem suas casas demolidas. Não cabe recurso acerca da decisão das demolições, e não depende do executivo municipal o adiamento da ação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *